AHA 2019 — GALILEO confirma o potencial prejudicial de rivaroxabano após TAVR comparativamente ao tratamento antiplaquetário

Estas conclusões destacam o desafio da terapêutica antitrombótica para a população submetida a TAVR.
Este conteúdo só está disponível para utilizadores registados. Para continuar, por favor, aceda ou crie uma conta em Univadis® gratuitamente.