Unidades de atendimento a cefaleia são “bastante insuficientes” para os que sofrem de enxaqueca

Autores de um novo estudo dizem que dados da iniciativa Eurolight sugerem que o alcance e adequação das unidades de atendimento a cefaleia são bastante insuficientes.
Autores de um novo estudo dizem que dados da iniciativa Eurolight sugerem que o alcance e adequação das unidades de atendimento a cefaleia são bastante insuficientes.
Este conteúdo só está disponível para utilizadores registados. Para continuar, por favor, aceda ou crie uma conta em Univadis® gratuitamente.